LUFA FARMS – FAZENDA URBANA

LUFA FARMS – FAZENDA URBANA

lufas farm

HISTÓRIA

O conceito de Lufa Farms foi criado por Mohamed Hage, um jovem empresário de Montreal. Em 2007, Hage montou uma equipe de agricultura, negócios e profissionais de Arquitetura para ajudá-lo a criar e projetar a fazenda. Esta equipe incluía: Kurt D. Lynn, consultor de negócios e marketing da área de Toronto; Howard Resh, um horticultor internacionalmente conhecido por pesquisas pioneiras em hidroponia; Alex Turkewitsch, engenheiro profissional especializado em estufas comerciais, institucionais e de pesquisa; Dr. Danielle Donnelly, professor e consultor nas ciências das plantas e cultura de plantas; Dr. Stanley Kubow, professor adjunto da Faculdade de Dietética e Nutrição Humana e GKC Arquitetos, arquitetos baseados em Montreal.

Mohamed Hage – fundador da Lufa Farms

lf1

Em meados de 2008, o grupo desenvolveu um conceito e modelo de negócio para uma fazenda em uma cobertura urbana baseado em estufa agrícola de ambiente controlado. Em 2009, o grupo tinha identificado uma série de edifícios candidatos sobre a qual construir sua primeira fazenda protótipo. No verão de 2010, a construção da fazenda havia começado no topo de um prédio de escritórios localizado em Montreal na 1400 Antonia Barbeau, perto da cidade e do mercado Marche Central. O projeto foi concluído no final do inverno de 2011 e a primeira colheita cheia de suas culturas ocorreu em abril de 2011.

Construção da primeira fazenda urbana

lf9

VISÃO GERAL

Lufa Farms é uma estufa de multi-colheita urbana construída sobre o telhado de um prédio de escritórios de dois andares, localizado no bairro de Ahuntsic-Cartierville de Montreal. Embora existam outras instalações de efeito estufa em coberturas menores para fins de pesquisa ou de demonstração (por exemplo McGill University, Universidade Concórdia) ou para uso comercial privado (York Hotel em Toronto e Eli Zabar Comer Restaurante e do Fator de vinagre em New York City), a estufa Lufa Farms é o primeiro tal efeito estufa em escala comercial no mundo e é operado como negócio lucrativo. Na fazenda crescem mais de 25 variedades de hortaliças, incluindo berinjela, pimentão, alface, ervas, tomate, pepino, bok choy, acelgas e verduras especiais. Em plena capacidade da fazenda, é esperado produzir mais de 40 toneladas de produtos frescos a cada ano. A produção é vendida para consumidores e restaurantes locais que utilizam o modelo agrícola apoiado pela comunidade. A instalação de 31.000 pés quadrados é um protótipo para fazendas maiores esperadas para serem construídas pela empresa ao longo dos próximos anos no Canadá e parte dos EUA. De acordo com Mohamed Hage, “se estivéssemos usando os telhados de 19 centros comerciais em Montreal, nos poderíamos fazer a cidade auto-suficiente em produtos agrícolas.”

Fitotecnia

lf2

Colheita dos vegetais

lf3

Alface Boston

lf5

Linhas de tomate

lf6

MODELO LUFA FARMS’URBAN FARMING

A fazenda protótipo foi baseada na crença fundamental de que como a distância entre o produtor de alimentos e o consumo de alimentos cresce, o mesmo acontece com os problemas ou os riscos de aumentar o preço dos alimentos. Ao mesmo tempo, a qualidade do alimento, tanto no sabor e quedas nutricionais. Além disso, a equipe e o fundador Hage da Lufa Farms, foram inflexíveis que a primeira fazenda deveria ser economicamente sustentável (com fins lucrativos), a venda de produtos para o consumidor, a fim de distinguir a fazenda dos vários projetos interessantes, mas não viáveis de agricultura urbana. Em certo sentido, o objetivo da Lufa Farms viria se tornar a fonte “mais local” de alimentos frescos e, ao fazer, questões de consumo de endereços sobre qualidade alimentar, rastreabilidade de alimentos, frescor e segurança alimentar. A fazenda apresenta quatro princípios básicos em seu modelo de agricultura e de negócios:

1º- Agricultura-ambiente altamente produtiva controlada com o uso de vários métodos “hidropônicos” e criação de um conjunto diversificado de culturas.

2º- Uso de economia de energia e tecnologias de sustentabilidade ou práticas para minimizar o impacto da exploração sobre o meio ambiente e infra-estrutura da cidade.

3º- Engajamento do consumidor através de um modelo de agricultura apoiada pelo consumidor baseado em provedor (CSA) para garantir o tempo mínimo desde a colheita até o consumidor, e

4º- Uso da agricultura “responsável”, ou seja, uma proibição total da utilização de pesticidas não naturais ou sintéticos, herbicidas e fungicidas e o emprego dos chamados “bio-controles” (por exemplo, insetos benéficos ou bactérias  para controlar insetos não benéficos).

Preparação de cestas de produtos hortículas

lf4

AMBIENTE CONTROLADO

Lufa Farms usa ambiente de agricultura controlada como meio de “otimizar” a produtividade por metro quadrado de seu espaço do telhado. Enquanto este é essencialmente um efeito de estufa, a estufa da Lufa Farms é dividida em várias “zonas de cultivo” para otimizar a temperatura, mix de nutrientes/frequência, da luz solar, refrigeração e umidade para suportar diferentes variedades de plantas. O primeiro efeito estufa também é aquecido a gás natural e fornece iluminação artificial, porque a fazenda opera o ano todo.

CARACTERÍSTICAS DE SUSTENTABILIDADE

A estufa Lufa Farms fornece uma série de características de sustentabilidade tanto de forma independente e em combinação com a construção embaixo dela. Entre as características de sustentabilidade utilizadas são a colheita de água da chuva, compostagem de matéria orgânica vegetal, recirculação de água, uso de cortinas de isolamento para aumentar o valor “R” do efeito estufa no período noturno e outras técnicas.

Chard crescendo em sistema de filme  de nutrientes

lf7

COMMUNITY SUPPORTED AGRICULTURE

Estufas Rooftop são caras quando comparadas a seus equivalentes no chão. Para compensar isso, Lufa Farms fornece para seus consumidores que utilizam um modelo de agricultura comunitária provedora suportada. Isto significa que Lufa Farms vende seus produtos diretamente aos consumidores que “assinam” a um programa de produção de compra. A principal vantagem deste tipo de distribuição é que Lufa Farms pode manter uma parcela maior do preço ao consumidor, em vez de perde-lo para o canal de distribuição de alimentos convencionais.

AGRICULTURA RESPONSÁVEL

Lufa Farms utiliza vários métodos hidropônicos da agricultura para crescer suas colheitas. Estes métodos não são considerados “orgânicos” ainda que produzam alta qualidade, plantas altamente nutritivas, com o mínimo de água e nutrientes e não usam pesticidas, herbicidas ou fungicidas como parte de seu regime de crescimento.

A construção da nova estufa em Laval, Quebec em 2013

lf10

social position

Share this post